A primeira temporada de sessões ordinárias do mês de março de 2017 será realizada nos dias 14 e 15, a partir das 14 horas. A entrada é franca no plenário João Justino de Oliveira, mas quem não puder comparecer pessoalmente poderá acompanhar as discussões e votações pela TV ou pela Rádio Câmara
Célio Borges Martins foi convidado para falar sobre as ações do órgão em relação aos valores cobrados pelos postos de combustível em Jataí, que são considerados entre os mais altos de todo o Estado

Notícias
Público - 19/09/2017 - 11:17:47 - por: admin@camarajatai.go.gov.br
Projeto do Observatório Social é apresentado em sessão solene Regina Hirose, procuradora da Fazenda Nacional, falou sobre os objetivos do Observatório Social e proferiu uma palestra que abordou temas como cidadania fiscal e controle social dos gastos públicos. Transparência e prevenção ao mau uso dos recursos públicos estão entre as metas do Observatório
Hélio Domingos

Foi realizada no dia 8 de março de 2017, no plenário João Justino de Oliveira, uma sessão solene em que foi apresentado o projeto de criação do Observatório Social em Jataí e foi proferida a palestra "Cidadania fiscal e controle social dos gastos públicos", pela procuradora da Fazenda Nacional Regina Hirose.

A mesa de trabalhos foi dirigida pelo vice-presidente da Câmara Municipal de Jataí, Thiago Maggioni, e contou também com a presença dos vereadores Carvalhinho, João Rosa, José Prado Carapô, Kátia Carvalho, Mauro Bento Filho e Gildenicio Santos, da vice-prefeita Simone Oliveira Gomes, da diretora do Colégio Militar Nestório Ribeiro, major da PM Selma Rodrigues Silva, do auditor da Receita Federal Humberto Matsuda e da própria palestrante.

Participaram do evento vários representantes de entidades, empresários, agentes públicos e a população em geral. Todos puderam saber em detalhes como funciona um Observatório Social. “Precisamos prevenir o mau uso dos recursos públicos, atuar antes do dinheiro ser mal empregado ou mesmo desviado. Por isso a atuação de instituições como os observatórios sociais é tão importante”, afirmou Regina Hirose. Caso seja criado, o Observatório de Jataí será o primeiro do interior goiano. Atualmente, no Estado, apenas Goiânia conta com uma unidade.

Em sua palestra, Hirose informou que, atuando como pessoa jurídica, em forma de associação, o Observatório Social prima pelo trabalho técnico, fazendo uso de uma metodologia de monitoramento das compras públicas em nível municipal, desde a publicação do edital de licitação até o acompanhamento da entrega do produto ou serviço, de modo a agir preventivamente no controle social dos gastos públicos. Além disso, o Observatório Social atua em outras frentes, como:

• a educação fiscal, demonstrando a importância social e econômica dos tributos e a necessidade do cidadão acompanhara aplicação dos recursos públicos gerados pelos impostos.

• a inserção da micro e pequena empresa nos processos licitatórios, contribuindo para geração de emprego e redução da informalidade, bem como aumentando a concorrência e melhorando qualidade e preço nas compras públicas.

• a construção de Indicadores da Gestão Pública, com base na execução orçamentária e nos indicadores sociais do município, fazendo o comparativo com outras cidades de mesmo porte. E a cada quatro meses realiza a prestação de contas do seu trabalho à sociedade.

Qualquer membro da sociedade pode participar do Observatório Social, desde que não seja filiado a algum partido político.

Continuar Lendo